CRM REALIZA DEBATE SOBRE ESPIRITUALIDADE E MEDICINA

A aplicação da espiritualidade na prática clínica foi tema de uma mesa-redonda promovida no último sábado, 30 de setembro, na sede do CREMERJ, na Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro. O evento foi organizado pelo Grupo de Trabalho sobre Espiritualidade e Medicina do Conselho.

A plateia presencial e on-line estava cheia e foi formada por médicos, professores, pesquisadores e estudantes interessados pelo assunto. As boas-vindas aos participantes foram dadas pela conselheira Célia Regina da Silva, responsável pelo grupo, e pelos organizadores Paulo César Fructuoso e Ana Rosa Airão Barboza.

“Essa temática é bem pertinente, porém muitas vezes continua invisível no nosso dia a dia. Que bom que podemos perceber, cada vez mais, essa abordagem no meio universitário e na formação do médico”, destacou Célia.

A programação contou com dois ciclos de palestras e uma sessão de apresentação de casos clínicos. Na primeira mesa, foram expostos tópicos sobre os impactos da espiritualidade para o profissional de saúde e a aplicação na prática diária. Além de Ana Rosa, participaram dessa etapa Ricardo Bedirian e Roberto Esporcatte.

Já o segundo ciclo trouxe como temas as bases científicas para o ensino da espiritualidade no campo da saúde, meios de pesquisa e experiências do Núcleo de Estudos em Saúde, Medicina e Espiritualidade da Universidade Federal Fluminense. Para conduzir esses assuntos, os convidados foram Adriano Barros de Almeida, Julio Cesar Tolentino Júnior e José Genilson Alves Ribeiro.

Na última parte da atividade, foram apresentados casos clínicos. Neste momento, houve a colaboração de dois estudantes: Vasti Moura dos Santos Silva, aluna da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), e Victor Pacheco Zanela, aluno da Escola de Medicina e Cirurgia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio).

Para assistir à íntegra do evento, clique aqui